Exper News - Comportamento

Comportamento

 


Como contratar baseado no propósito da sua empresa

por Gabriel Zamboni

]

Empresas estão deixando de contratar apenas por competências técnicas e focando nas características comportamentais de candidatos

Como contratar estagiários e funcionários baseados no propósito da sua empresa Empresas estão deixando de contratar apenas por competências técnicas e focando nas características comportamentais de candidatos

Para facilitar a conexão entre funcionário e propósitos, as empresas estão contratando colaboradores não só a partir de suas competências técnicas, mas, principalmente, comportamentais – a chamada Seleção por Valores.

Hoje cada vez mais vejo que as companhias estão em busca de pessoas que se identifiquem com sua cultura organizacional, que possuam conhecimento técnico, mas que saibam aplicá-lo exatamente de acordo com os princípios do negócio.

Contratar pessoas baseadas no propósito da empresa mantém a relação entre os colaboradores e a organização muito mais concreta, o que facilita a geração de resultados positivos de forma rápida e assertiva.

Quando uma companhia admite por meio da Seleção por Valores demonstra acreditar que conhecimento e habilidades podem ser desenvolvidos, mas a conduta não. Qualificação profissional pode ser trabalhada por meio de ações internas, como workshops e cursos in company, mas ações negativas, como falta de ética, não serão aceitas e muito menos trabalhadas dentro de uma empresa.

Visando promover o alinhamento entre os valores da organização com os do potencial funcionário, o serviço de recrutamento e seleção oferecido pela Universia Brasil tem como meta selecionar o candidato com o perfil mais aderente à companhia contratante. Quando falo em recrutamento, tenho um time especializado que customiza o processo de acordo com a visão, missão, valores e propósitos da empresa.

O trabalho realizado pela Universia Brasil é estruturado 100% em conjunto com a empresa, para que a conexão entre funcionário e organização seja realizada de forma efetiva. A equipe de recrutamento e seleção estuda a cultura organizacional da companhia e entrevista o gestor responsável pela vaga para definir as competências e características esperadas de um candidato.

O perfil pré-definido é a base para a condução do processo, que passa pelas fases de divulgação de vaga, triagem pelos aspectos estabelecidos, entrevista a distância, testes online e etapas presenciais – dinâmica ou banca; e entrevista com o gestor. Em cada parte, a equipe multidisciplinar da Universia cria ferramentas que auxiliam na identificação das competências comportamentais.

Nas dinâmicas, por exemplo, são desenvolvidas atividades relacionadas ao dia a dia da empresa contratante que estimulam os candidatos a exporem seu comportamento. Assim, o time consegue analisar se ele está alinhado com o que havia sido solicitado pela organização.

Esse modelo de trabalho fornecido pela Universia apresenta resultados positivos a cada conclusão de processo seletivo. Quando selecionamos uma pessoa que está alinhada com a cultura da empresa, o resultado não teria como ser diferente: mais dedicação, motivação e, consequentemente, mais sucesso. Quando um funcionário se identifica coma empresa que trabalha, sente-se realizado como profissional. Ambos os públicos (empresas e candidatos) são importantes para uma contratação bem-sucedida.