Exper News - Entrevista

Entrevistado


Wagner Brunini

Exper – Há quanto tempo a área de RH faz parte da sua vida?
Wagner Brunini
- No dia 25 de outubro de 1968, com 16 anos de idade entrei na Willys Overland através de uma indicação, fiz a entrevista e comecei a trabalhar como office-boy. Logo a Willys foi incorporada pela Ford. A Ford foi uma excelente escola de RH. Em outubro de 2010 vou completar 42 anos de dedicação à área.

Exper – Sua carreira foi condicionada para atuar na área de RH ou foi uma oportunidade?
Wagner Brunini
- Para ser sincero foi paixão. Como muitos jovens da minha época, comecei a trabalhar muito cedo, com 20 anos comecei a estudar Ciências Sociais, com disciplina voltada à relação capital-trabalho e comecei a pegar gosto. Quando comecei a trabalhar com foco nas pessoas, de certa maneira, sabia que faria isso pelo resto da minha vida.

Exper – Quais foram às piores dificuldades que enfrentou na área?
Wagner Brunini
– Enfrentei as mesmas dificuldades que outros colegas enfrentaram. Pacotes econômicos, acompanhados de muita especulação e crise. Essas mudanças econômicas traziam consigo os inevitáveis cortes, o famoso “facão” Criava uma situação de instabilidade. Uma lição que aprendi com tudo isso, é que se você tem paixão pela profissão, você consegue criar oportunidades nos momentos mais difíceis e tirar dos momentos de crises os ensinamentos que elas nos proporcionam. E são muitos!

Exper - Ao longo desse período mudanças organizacionais aconteceram. Qual a que mais marcou a área de RH?
Wagner Brunini
– Todas as profissões vêem mudando e inovando. O papel somente legalista de um RH do passado, sede espaço ao gestor com foco cada vez mais em pessoas. Nessas quatro décadas de atuação, tivemos que nos adaptar, é indiscutível que o diferencial competitivo de uma empresa está nos colaboradores.

Exper – Quais foram os recursos que utilizou para acompanhar as tendências em Gestão de Pessoas?
Wagner Brunini
- Participei de alguns cursos específicos, congressos, mas o que mais considero é a vida associativa. Participar de grupos de RH e de associações é a melhor forma de aprender e se manter atualizado.

Exper – Qual o diferen cial do Wagner Brunini perante o mercado de RH?
Wagner Brunini
- Não acredito ter um grande diferencial. Contudo, sei que tento colocar paixão em tudo o que faço. Paixão para mim é uma causa.

Exper – Atualmente, o senhor assumiu a presidência da ABRHSP. Esse é um dos maiores desafios da sua carreira. Existem outros desafios para o futuro?
Wagner Brunini
– Não vejo como um desafio e sim como uma forma de retribuição a tudo o que a minha carreira de RH tem me dado. Administro juntamente com os diretores, auxiliado por uma equipe de profissionais. É uma troca onde todo dia você aprende e ensina algo. Aproveito para aumentar meu networking, pois esses contatos oferecem uma gama de oportunidades. O desafio da ABRH-SP é de se tornar cada vez mais uma entidade paulista e não só paulistana, ou seja, levar a associação para as grandes regiões do Estado de São Paulo. É o que estamos fazendo.

Exper – Quais seus planos frente à diretoria executiva da ABRH-SP?
Wagner Brunini
– Ser a Associação de RH mais representativa, influente, respeitada em Gestão de Pessoas no Estado de São Paulo e referência no Brasil. Disseminar o conhecimento do mundo, do trabalho para desenvolver pessoas e organizações, influenciando na melhoria da condição social, política e econômica do país.

Exper – Qual a sua expectativapara a atuação dos profissionaisde RH no Brasil?
Wagner Brunini
– Vivemos o melhor momento! Nós profissionais de Recursos Humanos devemos aproveitar as oportunidades que estão surgindo frente a um mercado crescente e uma estabilidade econômica. Podemos considerar que a tecnologia é a mesma, o diferencial competitivo de uma empresa está nas pessoas. Precisamos desenvolver políticas e práticas de retenção de talentos. Reter, manter e principalmente motivar. O que motiva o colaborador é a oportunidade, o respeito, o aprendizado, o envolvimento e a participação.

Exper – Dicas para o profissional em vias de iniciar uma carreira?
Wagner Brunini
– Foco! É preciso focar no que deseja atingir, “não ficar pulando de galho em galho”. Visualizar o caminho que deseja trilhar e trilhá-lo. Ter paciência, insistência e persistência. Evoluir em uma carreira também é uma questão de tempo, de maturidade pessoal e profissional. Investir o que for preciso no seu desenvolvimento. Não ter medo, ter humildade de dizer não sei, querer aprender e tentar acertar