Exper News - Gestão Empresarial

Gestão Empresarial

 


Por mais gestão na Educação

por Ana Maria Diniz

Existe uma enorme rejeição em levar os conceitos de negócios para as instituições de ensino. Mas administrar bem é necessário para fazer a Educação dar certo

O que diferencia as empresas vitoriosas e duradouras, que prosperam mesmo diante de adversidades, das que fracassam? E qual o elemento capaz de transformar companhias medianas em grandes corporações ou em love brands que moldam comportamentos?

Para Jim Collins, o mais influente pensador do mundo dos negócios da atualidade, o líder é o fator determinante, nos dois casos. Não há empresa que prospere sem uma pessoa competente, empenhada, disposta e inspiradora na liderança.

Na Educação é a mesma coisa. Não existe escola boa sem um bom diretor!

Um estudo divulgado semana passada, conduzido pelo economista Ricardo Paes de Barros, do Insper, mensurou o impacto de uma boa administração no sucesso acadêmico dos estudantes brasileiros. Foram avaliadas 592 das 5.895 escolas de dez estados brasileiros participantes do programa Jovem do Futuro, do Instituto Unibanco, que recebem orientação para a implementação de um programa de gestão escolar. Nas instituições que adotaram o programa de imediato, houve um incremento de quase um ano no aprendizado esperado para os jovens do Ensino Médio em relação ao grupo de controle, que adotou o novo modelo de gestão três anos depois.

E o diretor tem papel de destaque neste enredo. Afinal, é ele quem guia a embarcação! Se ele for eficiente, ou seja, um líder de verdade, capaz de traçar e executar planos com foco em resultados, de fazer escolhas baseadas em análises criteriosas, tomar decisões de forma democrática e ética e de criar um ambiente estimulante e saudável, motivando professores e alunos – pode impactar em até 60% a performance dos alunos, segundo pesquisas internacionais.

Então, por que não nos inspiramos na experiência empresarial – e nos ensinamentos de estudiosos da gestão como Jim Collins –  para criarmos escolas mais eficientes, com líderes inspiradores e ótimos resultados?

Para Collins, uma organização em busca de melhor desempenho deve:

– Se esforçar para ser muito boa
– Procurar ter as pessoas certas nos lugares certos
– Definir um sonho, uma meta ousada para os próximos 15 anos, a partir de metas intermediárias         factíveis para se chegar até ela
– Identificar os valores que norteiam a organização
– Criar junto com a equipe uma cultura de excelência
– Identificar seus líderes e mentores a fim de orientar a organização e reforçar a cultura desejada

É claro que escola não é “escola não é empresa”, nem “aprendizado é lucro”. Mas mesmo fazendo essa distinção e respeitando as diferenças, temos que admitir que a escola é uma organização complexa, que se beneficia de processos bem definidos e pessoas bem preparadas trabalhando para alcançar um sonho concreto na busca de bons resultados para a Educação.