Exper News - Colunista Márcio Junior

Márcio Junior

Problemas humanos nas organizações

Para compreender um pouco de psicologia organizacional, é de suma importância entender o que é uma organização? E que tipos de problemas humanos podem vir a surgir? Atualmente é um pouco complicado definir com exatidão uma organização. O importante é você saber que passamos grande parte de nossa vida em diversas organizações. A primeira delas é a Escola, clubes, igrejas, grupos comunitários, empresas, repartições, entidades e associações. Mesmo com todos esses exemplos, não é nada fácil definir uma organização.

As organizações começam na forma de ideia na mente das pessoas. Antes disso é importante salientar que um indivíduo sozinho é incapaz de satisfazer e realizar suas necessidades e seus desejos. Primeiro que o ser humano é um ser gregário, ou seja, não consegue viver sozinho, precisa viver e grupo e claro se comunicar. Vivemos em uma sociedade tão moderna que existem até grupos on-line, salas de bate papo via internet, facebook, twiter, etc. Essas ferramentas são importantes, afinal o ser humano precisa se relacionar para satisfazer as suas necessidades e atingir seus objetivos. A organização torna isso possível, através da coordenação das atividades do grupo. Todos nós temos objetivos muitas vezes comuns de serem atingidos e cabe à organização dividir as tarefas para constituir um resultado comum aos seus participantes. Por exemplo, existem organizações com interesses políticos, econômicos, sociais ou culturais. Dentro dessas unidades além do objetivo comum, tem unidades menores como as panelinhas, facções e a turma do fundão com objetivos individuais e aí começa grande parte do problema, quando as tarefas não são bem definidas a organização se torna fraca e ineficaz.

Por isso a importância de integrar as partes diferentes, delegar responsabilidades ou autoridades. A forma de integrar é criando uma hierarquia. Segundo Edgar H. Shein, no livro Psicologia Organizacional, “uma organização é a coordenação planejada das atividades de uma série de pessoas para a consecução de algum propósito ou objetivo comum, explícito, através da divisão de trabalho e função e através de uma hierarquia de autoridade e responsabilidade”.

E para executar esse trabalho aconselha-se a recrutar, selecionar, treinar, socializar e distribuir as pessoas em suas respectivas funções. E onde aparecem os problemas humanos, nas expectativas que cada um cria dentro desta organização, problemas de ordem estrutural da organização, influência que alguns exercem em outros, problemas de integração e problemas para se adaptar as mudanças e rápidas transformações.

É importante escolher os dirigentes que ocupam cargos chave com rigor e severidade. Nossa cidade é uma organização e escolher “políticos incapazes”, irão colocar em cheque seus desejos e suas necessidades.

Márcio Junior- pós-graduado em Psicologia Organizacional pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, graduado em Comunicação Social, palestrante, escritor e publisher. Conselheiro CONSCEX- Conselho Superior Comércio Exterior da FIESP, Coordenador do NCE - Núcleo de Comércio Exterior do CIESP Alto Tietê e CEO da CACOMEX-AT - Câmara do Comércio Exterior do Alto Tietê.